Brasil. República Federativa do Brasil
Notícias RSS

contraste

separador

UMA RIQUEZA DE TRILHÕES DE DÓLARES

Conselheiro do Crea-SP divulga sistema hidráulico premiado pela FIESP


Pazini no Crea-SP: "Uma nova indústria para o Brasil"
 

No dia 8 de novembro de 2016 os organizadores do 9º Concurso Acelera Startup, o maior evento de “investimento-anjo” da América Latina, cujo objetivo é fomentar o empreendedorismo de empresas inovadoras, anunciaram os dois vencedores do certame, que nessa edição contou com a inscrição de 5.700 projetos. Promovido pela FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), o concurso premiou, na categoria pré-operacional, a empresa Protesis, uma startup de criação de próteses impressas em 3D, cujo preço chega a 1/5 dos praticados no mercado, e, na categoria operacional, a empresa HPU – Hydraulic Power Unit, que desenvolveu um sistema hidráulico revolucionário, cuja operação resulta em menor consumo de energia e óleo e baixo impacto ambiental nos processos produtivos.

O pesquisador da HPU que recebeu o troféu do 9º Acelera Startup é o Engenheiro Aeronáutico e Professor Doutor do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) Mauricio Pazini Brandão, conselheiro da Câmara Especializada de Engenharia Mecânica e Metalúrgica e coordenador da Comissão de Educação e Atribuição Profissional do Crea-SP, que recentemente proferiu palestra sobre “Inovação e Empreendedorismo” para dezenas de profissionais da área tecnológica no auditório do Espaço Técnico-Cultural do Crea-SP (Sede Angélica), fazendo parte da programação do Fórum das Instituições de Ensino e Entidades de Classe do Conselho. Segundo Pazini, o sistema inovador da HPU pode trazer altos dividendos para o Brasil - e o engenheiro conta com o apoio dos Conselheiros na divulgação do projeto.  

Pazini informou em sua apresentação que o sistema criado pela HPU recebe hoje, depois de 16 anos de pesquisa, apoio de uma empresa suíça e o interesse de investidores brasileiros ainda é mínimo. “Trata-se de uma riqueza de trilhões de dólares que pode vir para o nosso país, mas o empreendedor brasileiro, com raras exceções, ainda não percebeu a importância da inovação” – afirmou o engenheiro. O montante calculado pelo palestrante refere-se à substituição de todo o equipamento hidráulico convencional no mundo pelo produto da HPU.


Pazini, ao centro (agachado), junto  com os finalistas do 9º Concurso Acelera Startup, da FIESP (Foto: Everton Amaro/FIESP)


Inovação Disruptiva para o bem do Brasil

Doutorado em Engenharia Aeronáutica e Astronáutica pela Universidade de Stanford, Pazini é professor do ITA desde 1979 e já lecionou na Unitau, Braz Cubas, IBTA e INEA (São José dos Campos). É professor conferencista da Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR) e da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME), ambas no Rio de Janeiro. Membro sênior do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), membro da American Helicopter Society (AHS), oficial engenheiro da Força Aérea Brasileira, onde chegou à patentede Brigadeiro, suas realizações têm foco em Engenharia Aeroespacial, atuando principalmente em Aeroelasticidade, Aeroacústica, Aerodinâmica, Dinâmica Estrutural, Projeto de Aeronaves, Gestão em Ciência, Tecnologia, Inovação, Indústria e Defesa Nacional. 

Em sua palestra no Crea-SP, que chamou de “uma conversa sobre Inovação e Empreendedorismo”, Pazini explicou minuciosamente por que a HPU ganhou o prêmio da FIESP. “Nossa preocupação, como brasileiros, é de que, em matéria de produtividade, não acompanhamos os líderes mundiais, embora nossa indústria vivencie uma perspectiva otimista. Mas, ao tratar de Educação e Inovação, temos que entender que na Educação as soluções só alcançam resultado em longo prazo, enquanto que por meio de Inovação podemos obter sucesso mais rapidamente” – disse o palestrante, discorrendo em seguida sobre Níveis de Maturidade Tecnológica (TRL), Inovação, Inovação Disruptiva, o conceito do Vale da Morte (VoD), Empreendedorismo, Relações Universidade-Indústria e Ameaças e Oportunidades.
 



Produtividade brasileira não acompanha a dos líderes mundiais
 

Como exemplo de Inovação Disruptiva, Pazini citou o caso do IPhone, em que “a inovação se difere pelo caráter revolucionário, evolucionário e, claro, disruptivo”. As características desse tipo de inovação são as seguintes: o projeto nasce a partir de uma “ideia louca”; essa ideia vai ser encarada com muito ceticismo; para levá-la adiante a área de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) sequer consulta o mercado; tanto os envolvidos no projeto como o próprio mercado estão cientes de que alguma tecnologia se tornará obsoleta; ou seja, a velha ordem será quebrada; novos padrões serão estabelecidos; e novos problemas terão de ser enfrentados. O desenvolvimento do sistema hidráulico da HPU passou por todas essas fases de questionamento e hoje caminha para a conquista do mercado, com base na necessidade da atualização tecnológica.

“Os sistemas convencionais estão obsoletos e enfrentam problemas gravíssimos”, explicou Pazini, citando os altos custos da energia elétrica e do óleo hidráulico, os vazamentos e a poluição, a vibração e o ruído, a manutenção e o espaço no chão de fábrica. Segundo o engenheiro, o sistema da HPU, inspirado em inovações da área aeronáutica, apresenta soluções estruturantes, inovadoras e exclusivas. No caso da Mahle, por exemplo, sediada no município de Mogi Guaçu, a substituição de uma unidade hidráulica convencional por uma unidade da HPU implicou economia de 95% no processo de produção, com 21 diferenciais positivos. Em suma, chega de indústria barulhenta, quente, poluída e poluidora, insegura e estressante.


HPU tem projeto para se transformar em nova EMBRAER

“Nosso objetivo – frisou Pazini – é criar uma empresa com as dimensões de uma EMBRAER, para conquistar 15% do mercado. A patente é nossa, estamos nos capacitando para acordos estratégicos e o produto tem enorme potencial de aplicações” – leia-se injetoras de plástico e áreas de petróleo e gás, automotiva, agricultura, aeronáutica e naval.

“Se tem uma coisa que faz um país e uma empresa avançarem é a inovação. E se tem uma coisa da qual a Embraer se orgulha é ser protagonista da inovação no Brasil. Afinal, ela em investido cerca de 10% de sua receita anual no desenvolvimento de tecnologias, produtos, serviços e na modernização de sua capacidade industrial. A Embraer fomenta uma ampla rede colaborativa com universidades, centros de pesquisas e empresas parceiras que promovem a competitividade e a sustentabilidade da indústria aeronáutica do país”.O texto em um dos slides da apresentação do Eng. Pazini sintetiza o ideal da HPU e de seu porta-voz no Sistema Confea/Crea. “Nos ajudem a disseminar a ideia e, assim, construir uma nova indústria para o Brasil” – concluiu Pazini.

Fórum do Crea-SP: conhecimento gera oportunidade 

Na mesa de abertura do Fórum do qual Pazini participou, o Vice-Presidente do Crea-SP, Eng. Eletricista e de Segurança do Trabalho Edson Navarro declarou que “o principal objetivo destes encontros é instigar a discussão técnica com a participação do maior número possível de Conselheiros”.

O Diretor de Educação do Conselho, Eng. Químico José Guilherme Pascoal de Souza, sugeriu que, além das discussões entre os Conselheiros, os assuntos das palestras fossem levados ao conhecimento dos profissionais filiados às Entidades de Classe, “para que essas lideranças regionais disseminem o conteúdo das apresentações técnicas em suas comunidades e na sociedade como um todo”.

Já a Diretora de Entidades de Classe, Engª Civil e de Segurança do Trabalho Cláudia Aparecida Ferreira Sornas Campos, lembrou que, dada a importância das palestras e o nível dos palestrantes, “seria conveniente que o Crea-SP divulgasse tais eventos com certa antecedência, visando maiores audiências”.  


Mesa de abertura do Fórum das Instituições de Ensino e Entidades de Classe, em março, na Sede Angélica


Produzido pelo Departamento de Comunicação do Crea-SP
Reportagem e fotos: Jorn. Guilherme Monteiro.

 


  • compartilhar
  • Enviar por e-mail
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Orkut
índice de notícias

Exibir notícias por:

Institucional

Fiscalização

Tecnologia

Clipping










Crea-SP

Av. Brigadeiro Faria Lima, 1059

Pinheiros • São Paulo • SP • CEP 01452-920

Atendimento: 0800-17-18-11